14 julho 2014

Variedades: otimismo

Esse deve ser o primeiro desenho dos meus extraterrestres que eu posto. Sim, isso é um ET, me julguem. -q

Para cada coisa ruim que acontece, sempre há um equivalente bom, e fechar os olhos para isso é a mais pura e cristalina idiotice. Afinal de contas, sempre há duas opções: ser feliz ou não ser. E ser feliz não se trata de não ter problemas, mas de aceitá-los e de perceber que eles são, na realidade, bons. 

Eu sempre fui muito otimista. Inigualavelmente e ridiculamente otimista. 

Se eu esqueci a minha merenda escolar em casa, isso é uma coisa boa, pois eu posso experimentar algo diferente na cantina ou fazer novas amizades ao pedir "só um biscoitinho" para outro aluno. Se eu levei uma mordida de um cachorro, isso também é bom, porque não foi nada muito grave e porque eu vou passar a tomar mais cuidado. Se uma pessoa que eu amava morreu, isso não foi tão ruim, pois poderiam ter sido duas ou três e porque, de certa forma, foi melhor assim...

Otimista em excesso... As pessoas tem um pouquinho de raiva disso.

Eu fico parecendo meio insensível, já que me recupero rápido das coisas. Na minha visão pessoal, chorar por algo irreversível é perda de tempo, e chorar por algo reversível é idiota, afinal, ainda há esperança. Em resumo, eu não vejo motivos para ficar triste. Embora ficar triste também seja uma coisa boa, já que nos mostra como as coisas podem ser sempre melhores, e melhores, e muito melhores...

"Pare de chorar e faça alguma coisa, droga!"

Fazem uns dois ou três meses, e todas as noites eu ainda ouço o choro dela. Admito que fiquei meio irritada quando percebi que ela ainda estava se apegando a algo que jamais voltaria, para em seguida suspirar e dar de ombros, confusa. Eu nunca entenderia completamente os outros seres humanos, aqueles que não eram como eu e que não viam o lado bom das coisas em momentos como aquele.

"Por mais que doa, tudo tem seu lado bom, certo?"
"Não. Isso não tem."
"Mas.."
"Me deixe sozinha um pouco, por favor?"
"Como quiser, mamãe."

Isso também é uma coisa boa. Quando ela se recuperar, será mais forte do que era antes. Então eu vou sorrir e vou esperar. Pacientemente.

Eu andei longe da blogosfera, agora voltei mais animadinha e já vou responder aos comentários, retribuir visitas etc. Muito obrigada pela paciência, vocês são anjos, ASHUAHUS.

8 comentários:

  1. Oie!
    Que texto para refletir, logo de manhã... Eu já fui mais otimista; Quando era mais nova sempre tentava encontrar algo bom em tudo, acho que era por conta da minha idade, da inocência, de tudo. Eu vivia em uma bolha feita pela minha família, minha zona de conforto. Mas quando tudo explodiu, eu comecei a enxergar melhor a vida, e aprendi a ser realista. Espero que a 'mamãe' fique boa logo. E bem vinda de volta =)

    Beijos
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando somos mais novos geralmente é assim mesmo, a maldade nem existe na nossa cabeça de verdade... Realismo é algo que eu tenho e procuro aplicar ao máximo, só que as vezes é difícil, estou sempre vendo tudo bom em excesso, ASHUAHUS.
      Obrigada, eu também espero... Ela está se sentindo melhor agora... ºwº

      Excluir
  2. Não consigo ser exatamente otimista. Em nada. Para mim existem o lado ruim e o lado bom, uns com mais intensidades que outros. Quando o lado ruim tem mais intensidade o que precisamos fazer é lembrar da parte boa, que ela está ali em algum lugar. Gostei muito do seu texto.
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre friso o lado bom, sei lá, é mais divertido, ASHAUSHU. Obrigada, eu fico feliz por saber que você gostou! ºuº

      Excluir
  3. Ser otimista é algo muito bom, assim nós não sofremos tanto e, encaramos de boa forma os nossos problemas. Afinal, todo mundo tem os seus problemas, sejam eles quais são.
    Adorei o seu texto, acho que poderá ajudar os pessimistas. Ou aqueles que estão sofrendo com algum problema à encará-lo de uma forma melhor.
    Beijinhos.

    Blog da Mili | blog-da-mili.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho, otimistas sofrem menos... u.u Aliás, eu sempre achei problemas divertidos de resolver, como num jogo, sabe?
      Espero que possa mesmo ajudar a alguém, é para isso que eu estou aqui, afinal. u.u

      Excluir
  4. Já passei dessa fase hehehe. É meio Pollyana, jogo do contente. Acho que não sou muito, nem pouco otimista hehehe. Gostei da postagem.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Eu as vezes sou otimista,as pessoas sempre me veem com um sorriso,mesmo se meu problema for duro.Ser otimista faz com que a pessoa reaja de um modo feliz,sem ficar machucada ou fazer uma cicatriz permanente(claro que no lado emocional)
    Boa postagem minha querida pseudo-marida!
    Obs:O seu ET vai ser o primeiro a usar uma roupa fabulosa no mundo.

    ResponderExcluir