05 abril 2015

Resenha: Os Garotos Corvos


"Eu não sei como eu fiquei sozinho
Eu não sei como eu fiquei maluco
Eu não sei como eu fiquei maluca
Eu não acho que deveria voltar"
Secret { www }

Oi, oi! ♥ Como vão vocês? Eu, particularmente, estou bem, acho. Digo, fora o fato de que estou cheia de aulas particulares (física e matemática, ai, céus), estou ótima. E lendo bastante também! U^ェ^U Vim trazer uma resenha de um livro que li no início do ano, chamado Os Garotos Corvos. Ele é o primeiro livro de uma saga chamada "A Saga dos Corvos", e tipo, é genial mesmo.
• Tive a ideia de fazer essa resenha depois que ganhei e li o segundo volume da série. Acho que seria legal fazer resenha de todos os volumes, que tal? { uma pena que ainda não lançaram todos os volumes no Brasil... Eu estou viciada nessa história!} •
E então, vamos conferir?

Sinopse: Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos,­ Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los — até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela.
Seu nome é Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra: ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca.
Gansey tem tudo — dinheiro, boa aparência, amigos leais —, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos: Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco.
Desde que se entende por gente, as médiuns da família dizem a Blue que, se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Mas ela não acredita no amor, por isso nunca pensou que isso seria um problema. Agora, conforme sua vida se torna cada vez mais ligada ao estranho mundo dos garotos corvos, ela não tem mais tanta certeza.

Editora: Verus
Número de páginas: 376

Bem, como começar? Os Garotos Corvos é incrível. Ele tem a medida certa de mitologia, o que é, ao menos para mim, algo totalmente novo em termos de fantasia - os autores costumam ou exagerar ou dar pouquíssimos detalhes. Os próximos livros também trarão um pouco de romance, que é um tema relativamente pouco abordado até agora.
Outro detalhe simplesmente incrível: é exatamente como um livro policial. Cada informação aparentemente desimportante (sim, pode ser inclusive o pão com manteiga que tal personagem comeu a tal horas) acaba sendo importante no final. Não existem exageros de nenhum tipo, tudo é na medida certa. E eu tenho certeza que o que ainda não fez sentido nesse livro e no próximo fará nos outros (acho que a série está prevista para ter quatro volumes, mas não tenho certeza absoluta dessa informação).

Agora, vamos tratar um pouco da história como um todo. Blue é uma das personagens principais e nasceu numa família lotada de mulheres médiuns, mas não tem nenhum dom - seu único "poder" é amplificar o poder de outras pessoas ou coisas.
Todas as médiuns que Blue conheceu fizeram a mesma previsão a ela: "quando você beijar o seu verdadeiro amor, ele morrerá". E só isso. Como ele vai morrer? Quanto tempo depois do beijo? Ninguém sabe, ou melhor, se sabe, não disse a ela. Mas Blue acaba crescendo com isso na cabeça, e decide que o melhor é nunca se apaixonar - afinal de contas, ela não quer virar uma assassina...
O outro lado da moeda é Gansey. Ele é um garoto rico, que não dá valor ao próprio dinheiro - e, se você observar apenas esta descrição, pensará imediatamente que ele é insuportável. Mas não. Gansey é simpático pra caramba, tem uma história incrível (não vou dar spoilers, apenas leiam) e uma personalidade muito boa. Ele quer encontrar o túmulo de um rei chamado Glendower - segundo a lenda, aquele que acordá-lo terá direito a um pedido, qualquer um. E, para encontrá-lo, é preciso seguir a chamada "linha ley".

Aqui vem um esclarecimento: as linhas ley supostamente existiriam de verdade, e na internet mesmo há um monte de sites falando sobre e mostrando mapas. São linhas de energia que conectariam lugares de grande poder espiritual, como templos e igrejas, por exemplo.

Gansey tem a ajuda de seus amigos fiéis na busca pelas linhas ley e por Glendower. São eles Ronan, Adam e Noah. {Ah, Noah é o meu personagem favorito, a propósito! Ele é divo, sério.}

Blue sempre odiou os alunos da Academia Aglionby, mas de repente se vê interligada a esse grupo, sem poder se desvencilhar. É uma história realmente muito boa, eu acabei de acabar o segundo livro e posso dizer que está ficando realmente surpreendente. Em breve teremos resenha do segundo volume também, não se preocupem. ♥
A capa [www] é linda. A diagramação das páginas é muito agradável. O livro tem um cheiro muito bom também. Tudo nele te dá vontade de nunca mais soltá-lo, e relê-lo mil e uma vezes.

Nota: cinco estrelinhas, de cinco. Muito recomendado!
Eu poderia continuar falando por mais mil anos, mas sinto que ia começar a dar spoilers. E de qualquer forma, nenhuma resenha chegaria aos pés da história, mesmo...

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. primeiro: o novo layout ta mega fofo^^
      segundo: como eu nunca ouvir falar desse livro.
      Que sinopse encantadora. Amei a dica de leitura principalmente porque tem um pouco de mitologia ^^

      Com carinho, Hina | Aishiteru em Contos |

      Excluir
  2. Estou simplesmente apaixonado pelo seu cabeçalho ♥-♥ huehuehue.
    Não sou muito de ler sagas, mas até agora todas que acompanho eu virei fã. Mas tipo essa sinopse me deixou muito curioso quanto o livro, eu sou daqueles que não pode ver algo que tenha coisas sobrenaturais que já tá em cima huehue. Vou pesquisar mais sobre o livro viu, obrigado pela indicação!

    Beijos,
    △ www.escritonoar.com ▽

    ResponderExcluir
  3. Heey Agata!
    Eu estou emlhor uhauaha tava resfriada e desanimada com tudo, fodss
    GENTE QUE CAPA MARAVILHOSA! Pronto, quero ler! Parece MUITO foda, bem diferente do que estou acostumada, mas ainda fodastico!
    - um monte de estrelas

    ResponderExcluir