25 junho 2015

Mangá: Sakura Card Captors


"Vamos esquecer de mim, por enquanto
Quero ouvir mais sobre você
Você tem tanto para me contar
Então vá em frente e comece..."
Yume Yume { www

Todo mundo sabe (ou não?) que Sakura Card Captors é o meu mangá favorito. Eu simplesmente adoro o traço da CLAMP, com toda essa suavidade. E as histórias de garotas mágicas delas são as melhores! (^◇^)ノ Daí achei que seria legal fazer um post aqui no blog.
O povo deve conhecer a Sakura porque passava na TV. Ou seja, fez parte da infância de muita gente - não da minha, infelizmente. O mangá é, obviamente, super diferente do anime... E eu o prefiro mil vezes não apenas pelo enredo, mas também pelo traço lindo da CLAMP (♥).
E então, vamos conferir?




"Volte à forma humilde que lhe pertence, carta Clow!"

Um dia, Sakura Kinomoto acidentalmente abre um livro contendo dezenas de cartas mágicas, chamadas cartas Clow, e elas se espalham em torno de sua cidade natal (Tomoeda). Sakura é escolhida por Kerberos, o guardião das cartas, para ser a mestre delas. Agora ela precisa usar sua magia para recuperá-las antes que criem problemas. Ela é incentivada por sua melhor amiga, Tomoyo Daidouji, e conhece seu rival na captura das cartas, Syaoran Li - que é um descendente direto do mago criador das Cartas Clow.

Sakura Card Captors é um mangá mahou shoujo (garotas mágicas), com bastante magia e romances fofos (fofíssimos, sem uma única cena de beijo, mesmo). Cada capítulo tem um traço primoroso, com elementos típicos de um shoujo, como as pétalas de cerejeira flutuando por toda parte, nas cenas de maior emoção.


As personagens são todas belamente desenvolvidas. A Sakura é uma garota de 10 anos, muito bonita e conhecida por estar sempre alegre. Um dia ela resolve abrir um livro estranho - o que ela não imagina é que lá dentro estão as cartas Clow, que causam várias confusões quando espalhadas. Sua melhor amiga, Tomoyo, é absolutamente fascinada por Sakura, e seu hobby é tirar fotografias da mesma. Toda vez que Sakura vai capturar uma carta,  Tomoyo costura uma roupa diferente para ela, e são todas muito fofas. Syaoran é um garoto tímido, que no início odeia a Sakura, mas que com o tempo vai se mostrando muito legal e atencioso.


Há outros personagens. Muitos. O pai e o irmão da Sakura são uma gracinha, assim como seus amigos e conhecidos. CLAMP sempre consegue trabalhar bem até o mais secundário dos personagens.
Acredito que um dos pontos mais fortes do mangá é a forma como o amor é retratado. Acima de todas as regras da sociedade, a trama mostra que o que mais importa é realmente o sentimento - uma coisa que eu gosto muito. Há casais heterossexuais e homossexuais, assim como um casal de idades absurdamente diferentes. E tudo na maior pureza e boas intenções.



Para ler o mangá online, clique aqui. Eles alternam com frequência entre o português de Portugal e o português brasileiro, além de alguns capítulos estarem com uma qualidade meio ruim, mas isso não tira a beleza da história. Todos os volumes estão à venda no Brasil, também.

4 comentários:

  1. "Ou seja, fez parte da infância de muita gente - não da minha, infelizmente." Da minha também não... Uma vez meus amigos começaram a falar desse anime e eu fiquei boiando demais, hahahhaha. Parece ser muito fofo, tanto o anime quanto o mangá, todo mundo fala bem! Adorei teus comentários sobre ele, o jeito como você descreveu me deixou até vontade de ler/ver :3

    ResponderExcluir
  2. Ah que saudades, hein!
    Essa blogosfera está muito nostálgica hoje, enfim, eu também gostava muito!
    Vou ler com certeza!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Sakura é incrível! No entanto, eu nunca cheguei a ler o mangá, mas parece ser magnífico <3
    O traço é realmente belo, acho que irei começar a ler pois adorei as boas coisas que você disse sobre o mangá :)

    ResponderExcluir
  4. Me senti um pouquinho velha, pq eu assisti Sakura na TV. Lembro que passava na Globo e eu adorava! {Momento Nostalgia} Infelizmente não tenho muita paciência pra ler mangá por causa do estilo invertido de leitura, mas de todos os mangás que eu já vi, esse foi o que mais me chamou a atenção, justamente por causa do anime que eu assistia.

    Na Casa de Pandora

    ResponderExcluir