31 agosto 2015

Leito frio


Numa floresta de mármore
Repousa uma jovem dama
Recostada numa árvore
Adormecida sobre a grama

Tudo ficou invertido
O céu está no mar
Um tempo há muito perdido
Que vem aqui repousar

O leito de um rio caído
Cheio de peixes a nadar
Na borda, um anjo punido

Tudo banhado de luar
Coração aqui mantido
Parado, sem respirar

3 comentários:

  1. que poema tao fofo, eu sempre quis fazer poesia mas nao sou muito boa a rimar xd

    Com carinho, Hina | Aishiteru em Contos |

    ResponderExcluir
  2. Oi oi Ágata õ/
    Como está?
    Que belo poema!! Amei!! Mas admito que não conseguiria fazer um assim...
    não sou tão boa em escrita, muito menos de rima. Fico só observando mesmo >o<
    Beijinhos e brigadeiros~
    c o l o r f u l ☆ d r e a m

    ResponderExcluir